Dicas de Saúde

Saiba quais são os principais cuidados que você deve ter na gravidez

A gestação é uma fase de muitas mudanças no corpo da mulher. Portanto, é preciso ter alguns cuidados específicos nesse período para que a mulher tenha uma gestação saudável. O primeiro trimestre é o mais delicado, pois é o mais propício para abortos espontâneos e má formação do feto. Os cuidados devem ser intensificados nessa fase e mantidos ao longo da gravidez.

Veja os principais cuidados que você deve ter na sua gestação

Inicie o pré-natal

O acompanhamento pré-natal é essencial para a saúde do bebê. Assim que você souber da gravidez, marque uma consulta e comece o pré-natal.

 

Cuide da alimentação

Uma alimentação saudável, com muitas frutas, verduras e leguminosas, traz benefícios para a mamãe e para o feto, afinal, o bebê vai precisar de todos os nutrientes, vitaminas e minerais para se desenvolver de forma saudável.

 

Consuma mais fibras

O período de gestação traz alguns sintomas desconfortáveis do hábito intestinal, consequentemente alterações mecânicas e hormonais. Alimentos com fibras ativam o funcionamento intestinal da mamãe, favorecendo uma gestação saudável e diminuindo os riscos de desenvolvimento de complicações tardias.

 

Pratique atividades físicas

Atividades físicas leves, como a caminhada, ajudam a aliviar os inchaços, reduzem os riscos de hipertensão e diabetes gestacional e ajudam a controlar o peso. Existem planos de exercícios específicos para grávidas, mas existem algumas situações em que o seu obstetra poderá desaconselhar exercício.

 

Cuidado com chás

Durante a gravidez é preciso cuidado com os chás. Algumas ervas têm propriedades abortivas. A canela, por exemplo, pode provocar constrição sanguínea e contração dos músculos do útero. Ervas que contêm muita cafeína ou aceleram o metabolismo também devem ser evitadas.Os chás tradicionais, como erva-doce, camomila e capim-limão, não precisam ser evitados, pelo contrário, eles podem trazer benefícios no período gestacional.

 

Cuidado com infecções

Infecções podem fazer com que a mulher entre em trabalho de parto prematuro. Nessa fase a mulher precisa estar mais atenta a saúde bucal, tomar cuidado ao fazer as unhas e se depilar, e também estar atenta a qualquer sinal de infecção urinária.

 

Atenção aos remédios

Durante o período da gestação tenha muito cuidado com remédios. Não tome nenhuma medicação sem a devida orientação médica. O uso de medicamentos sem prescrição de um médico pode trazer complicações a sua gravidez, podendo até levar a más-formações no feto.

 

Descanse bem

A sensação de cansaço é muito intensa durante toda a gestação. Por isso, é muito importante que você descanse e evite atividades pesadas.

 

IMPORTANTE

Como citado, o acompanhamento pré-natal é essencial na gravidez. Nele, qualquer dúvida e/ou irregularidade no período gestacional deve ser levada até o médico que tomará as decisões adequadas para a saúde da mãe e do bebê.

Entenda o que é a doença celíaca

Você conhece alguém que não pode comer nenhum alimento derivado de farinha de trigo, como pães, bolos, bolachas, pizza etc. Então, a pessoa que não pode comer esses alimentos, e tantos outros, possui intolerância ao glúten, causada pela doença celíaca. O glúten é uma proteína presente no trigo, na cevada, no centeio, na aveia, no triticale, malte e painço, e em todos os seus derivados.

Quem é portador da doença celíaca não possui uma enzima responsável por quebrar o glúten, então, a proteína não é processada direito.

A doença provoca dificuldades no organismo de absorver os nutrientes dos alimentos, vitaminas, sais minerais e água. A doença celíaca foi descoberta em 1888 pelo pediatra britânico Samuel Gee, mas apenas no decorrer da década de 1940 o glúten foi reconhecido como causador do transtorno.

 

PRINCIPAIS SINTOMAS:

– barriga estufada;

– diarreia;

– vômito;

– perda de peso;

– anemias.

A doença começa a apresentar seus sinais nos primeiros anos de vida, período em que começa a introdução de cereais na alimentação das crianças. Em alguns casos, a doença se manifesta somente na idade adulta, dependendo do grau de intolerância ao glúten, afetando homens e mulheres.

Com sintomas parecidos com outros problemas gastrointestinais, o diagnóstico da doença celíaca não é tão simples. Ele é feito por meio de exames de sangue e, para ter precisão sobre a presença da doença, os médicos também solicitam uma biópsia do intestino delgado.

O tratamento para a doença celíaca é uma dieta com total ausência de glúten. Não existem medicamentos ou procedimentos para tratar a doença. Quando a proteína é excluída da alimentação os sintomas desaparecem, portanto, não existe outra solução além da eliminação de alimentos que possuem glúten. A doença celíaca não tem cura, por isso, a dieta deve ser seguida rigorosamente pelo resto da vida. É importante que os celíacos fiquem atentos à possibilidade de desenvolver câncer de intestino e a ter problemas de infertilidade.

 

IMPORTANTE

É obrigatório, por lei federal (Lei nº 10.674, de 16/05/2.003), que todos os alimentos industrializados informem em seus rótulos a presença ou não de glúten para resguardar o direito à saúde dos portadores de doença celíaca.

Gripe

Beautiful young woman blowing her nose

Dr. Carlos Jardim é pneumologista, professor colaborador, médico assistente doutor, responsável pelo Ambulatório de Hipertensão Pulmonar do Incor do HCFMUSP. Coautor da coleção “Guia Prático de Saúde e Bem-Estar” (editora Gold), faz parte do corpo clínico do Hospital Sírio-Libanês de São Paulo (SP).

A gripe é uma doença aguda que acomete as vias respiratórias. Ela ocorre quando organismo é infectado pelo vírus influenza. Resfriado e gripe são enfermidades distintas: os resfriados são causados por rinovírus ou coronavírus e têm apresentação diferente.

A gripe pode ocorrer em surtos ao longo do ano, mas é mais frequente no inverno ou em períodos mais frios. No Brasil, a temporada de gripe ocorre geralmente entre abril e outubro, principalmente nas regiões em que as condições climáticas são mais definidas.

Alguns tipos do vírus influenza podem provocar a doença, como o H1N1 (epidemia de gripe suína em 2009) ou o da gripe aviária (H5N1), por exemplo. Em condições habituais, porém, a maioria das infecções é causada pelos vírus da influenza A e B. Como a incidência maior de casos se dá no período mais frio do ano, o quadro recebe o nome de gripe sazonal.

Como se pega?

A transmissão do vírus da gripe acontece por via respiratória, geralmente pela inalação partículas de secreção infectada em suspensão no ar. Por esse motivo, é importante tomarmos certos cuidados ao tossir ou espirrar, quando estamos doentes. O contágio por contato físico direto ainda não foi totalmente esclarecido, mas é possível que o contato com uma superfície que acaba de receber o vírus eventualmente facilite sua transmissão.

Os vírus são organismos que precisam entrar nas células para sobreviver e o influenza tem predileção pelas células do sistema respiratório. Quando ele vence as defesas celulares e começa a replicar-se, a pessoa demora entre 3 e 4 dias para manifestar os sintomas da gripe provocados pela multiplicação dos vírus e pela resposta inflamatória que induzem. Continue Reading…

Infecção Urinária

infeccaoInfecção urinária é a presença anormal de microrganismos em alguma região do trato urinário. Algumas pessoas, especialmente mulheres, podem apresentar bactérias no trato urinário e não desenvolverem infecção urinária, chamadas de bacteriúria assintomática.As principais causas são a relação sexual e as bactérias do trato gastrointestinal, que migram por via ascendente da região perineal até a bexiga. Raramente ocorre pela via hematogênica (circulação sanguínea).

Essa doença possui dois tipos: a cistite e a pielonefrite. A Cistite é quando a infecção afeta a bexiga, enquanto a pielonefrite afeta o rim. Essa última possui sintomas mais severos.

A doença, que possui incidência de 80% a 90% em mulheres, é mais prevalente na idade reprodutiva e nas mulheres que estão na menopausa, devido à queda do estrogênio e de micro-organismos que protegem a vagina.

Fonte/Texto: gineco.com.br

O que faz uma criança feliz?

criancasA SBP e o Instituto Datafolha ouviram 1.525 crianças brasileiras de 4 a 10 anos, de todas as classes econômicas, em 131 municípios. O trabalho foi realizado com base no instrumento de avaliação de qualidade de vida AUQEI e o desenho amostral elaborado com base no Censo de 2010 (IBGE). A pesquisa sobre estados emocionais foi quantitativa, com abordagem domiciliar. Teve como objetivo conhecer mais profundamente os desejos e necessidades dos pacientes pediátricos, para que seu médico possa, cada vez melhor, orientar as famílias nas consultas.

As crianças responderam uma questão aberta: “O que você mais gosta de fazer quando não está na escola?”. Além disso, foram propostas 26 situações, para que utilizando uma escala visual de cinco pontos (cartão “de carinhas”), manifestassem seu estado de alegria ou tristeza frente a cada uma. A criança respondeu na presença do responsável, após sua autorização.

O que sentem? Do que gostam?

O que deixa a criança “muito alegre” e “alegre” é o dia do seu aniversário (96% das respostas), praticar esporte (94%), brincar com os amigos (92%), as férias escolares (91%), assistir TV (90%). A situação na qual se sente “muito triste” e “triste” (71%) é ficar longe da família.
Mas independente da natureza, os primeiros lugares ficaram com jogar bola (33%), brincar de boneca/boneco (28%) e assistir TV (26%). Andar de bicicleta veio a seguir, com 19%. O pega-pega ficou 17%. Empataram, com 14 % das preferências, o esconde-esconde, brincar de carrinho e video game. Na sequência, estão brincar de casinha (10%) e no computador (9%). Apareceram também soltar pipa e desenhar/pintar (6%), pular corda (5%), brincar de corrida, com brinquedos (sem especificar qual), animal de estimação e estudar (4%). Continue Reading…

Frutas melhoram a saúde dos cabelos e da pele

frutasUma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelou que 90% dos brasileiros, principalmente a população jovem, come pouca fruta.

De acordo com os nutricionistas, o ideal é que o consumo seja de três a cinco porções de frutas por dia.

Por serem ricas em vitaminas e fibras, ajudam o funcionamento do intestino e dão ao organismo doses de potássio e ferro e também ajudam a manter a hidratação corporal.

A falta de fruta no organismo ocasiona uma série de problemas. Como tem pouca caloria, as frutas ajudam a impedir o ganho de peso e faz com que o jovem troque doces e guloseimas por ela.

Fontes de vitaminas e minerais, as frutas ajudam a manter a saúde dos cabelos, pele e unhas.

Comer uma fruta antes de ir se exercitar na academia é uma excelente fonte de energia, pois elas são ricas em carboidratos e frutose, um açúcar natural.

O jovem que não se alimenta com fruta corre um sério risco de ter comprometido o seu crescimento, pois é na fase da infância e adolescência que ele mais necessita dos nutrientes para o seu desenvolvimento.